Instruções
 
 
Instruções para Coleta de Sangue para Dosagens Hormonais
 
 
Pertencem ao passado as dosagens hormonais realizadas na urina de 24 horas, a despeito de eventualmente surgirem artigos pretendendo em raros casos sua revalorização. 

Devem ser feitas no sangue, no plasma (colhido com EDTA) ou no soro, sendo este de preferência para alguns hormônios (Prolactina e hormônios da tireóide). 

A coleta de sangue prescinde de jejum, e na quase totalidade dos casos pode ser feita em qualquer hora do dia, embora por conveniência do trabalho no laboratório, prefira-se a parte da manhã.

 
 
 
Hormônios com variações ao longo do dia:
Hormônios com variações ao longo do mês:
Hormônios que não exigem dias específicos do mês:
Resumo das Instruções para as Dosagens Hormonais:
 
 
 
 
 
1. Hormônios com variações ao longo do dia:
 

Alguns hormônios apresentam uma variação regular no decorrer das 24 horas: aqueles oriundos do córtex supra-renal (Cortisol, Androstenodiona, 17-OH-progesterona).  Todavia, o único investigado é o Cortisol, que exibe um ritmo circadiano, isto é, mostra-se mais elevado pela manhã, caindo à tarde para valores abaixo da metade da amostra matutina.  Faz-se então o denominado “ritmo do cortisol”, com duas dosagens, de amostras colhidas às 8 e às 16 horas do mesmo dia.  Os outros dois, de variação menos significativa, são determinados apenas uma vez. 

- às 8 e às 16 horas (do mesmo dia, em qualquer dia, evitando-se o período da menstruação): Cortisol.

 
Topo
 
 
 COLETA DE URINA DE 24 HORAS
2. Hormônios com variações ao longo do mês:
 

Quatro hormônios, as Gonadotrofinas Hipofisárias (FSH e LH), Estrogênios e Progesterona, mostram oscilação ligada ao momento fisiológico do ciclo menstrual e, consequentemente, devem ser titulados em dias corretos.  Os três primeiros são avaliados na fase central do ciclo (entre 13º  e 15º  dias) e a Progesterona em plena fase luteínica (entre 21º  e 23º ).  Estes dias são contados a partir do 1o dia da última menstruação.  Os Estrogênios são três principais: Estrona (E1), Estradiol (E2), Estriol (E3), e por algum tempo investigou-se tal fracionamento sem, todavia, qualquer proveito prático.  Em verdade para uso na investigação ginecológica é indicado a dosagem do Estradiol (da Estrona em menor número de oportunidades), enquanto o Estriol é o principal Estrogênio a avaliar-se em gestantes. 

- entre 13º  e 15º  dias (contados a partir do 1º  dia da última menstruação): FSHLH,    EstronaEstradiol  e  Estriol. 

- entre 21º  e 23º  dias (contados a partir do 1º  dia da última mestruação): Progesterona.

 
Topo
 
 
 
3. Hormônios que não exigem dias específicos do mês:
 

Os demais hormônios de uso corrente, Prolactina, Testosterona, Dehidroepiandrosterona (e seu sulfato), Cortisol, 17-OH-Progesterona, e todos aqueles que avaliam a função tireoidiana (TSH, T3 total e livre, T4 total e livre) podem ser investigados em qualquer dia do ciclo, evitando-se em princípio o período menstrual. 

- qualquer dia  (evitar os dias da menstruação): Prolactina, TestosteronaDehidroepiandrosterona, Cortisol, 17-OH-Progesterona, TSH, T3 e T4.

 
Topo
 
 
4. Resumo das Instruções para as Dosagens Hormonais:
 

às 8 e às 16 horas (do mesmo dia, em qualquer dia, evitando-se o período da menstruação): Cortisol. 

- entre 13º e 15º  dias (contados a partir do 1º dia da última menstruação): FSHLH,    EstronaEstradiol  e  Estriol. 

- entre 21º e 23º dias (contados a partir do 1º dia da última mestruação):   Progesterona. 

- qualquer dia (evitar os dias da menstruação): Prolactina, TestosteronaDehidroepiandrosterona, Cortisol, 17-OH-Progesterona, TSH, T3  e  T4.

 
 
Topo
 
 
 
[ Apresentação ]  [ Corpo Clínico ]  [ Contatos ]  [ Exames ]  [ Hormônios ]  [ Convênios ]
CL Webdesign